Como Sair da Dívida: Guia Passo a Passo

1. Descubra quanta dívida você tem

Ter uma visão clara de quanto você deve e a quem o ajudará a saldar sua dívida, podendo até mesmo torná-la mais administrável. Faça uma lista de todas as suas dívidas que inclua o seguinte:

  • O nome de cada credor
  • Quanto voce deve
  • A taxa de juros da dívida
  • O pagamento mínimo mensal

Os extratos do cartão de crédito também mostram quanto você precisará pagar a cada mês para saldar todas as suas dívidas em três anos. Inclua este número em sua lista também.

2. Reduza suas taxas de juros, se possível

Com altas taxas de juros, sua dívida continuará crescendo mais rapidamente, dificultando o pagamento. Uma maneira de reduzir sua taxa de juros é fazer uma transferência do saldo para um cartão de crédito de outro banco. Alguns cartões de crédito têm APR de 0% por 18 meses, então você pode usar esse período para pagar seus saldos sem que sua dívida cresça a cada mês. No entanto, é importante observar que às vezes há uma taxa de 3% a 5% para transferências de saldo.

Outra forma de reduzir a taxa de juros é ligar diretamente para a administradora do cartão de crédito ou credor e solicitar uma redução da taxa de juros. Se você é um cliente antigo, eles podem reduzir suas taxas como forma de agradecer sua fidelidade.

Finalmente, você pode usar um empréstimo de consolidação da dívida para combinar todos os seus pagamentos de cartão de crédito em um único pagamento com uma taxa de juros mais baixa. No entanto, lembre-se de que um empréstimo com prazo mais longo significa que você pagará juros por um período mais longo, o que pode acabar custando mais caro. Faça as contas para se certificar de que vale a pena consolidar antes de se comprometer.

3. Calcule seus pagamentos mensais

Volte para sua lista. Some o valor de reembolso de três anos para cada um de seus cartões de crédito, mais os pagamentos mensais de todas as suas outras dívidas. Este é o pagamento mensal total que você deve fazer a cada mês.

4. Elabore um Plano de Ação

Depois de saber seu pagamento mensal total, determine se isso é algo que você pode pagar de forma realista a cada mês. Se não for viável fazer esse pagamento mensal, consulte um advogado da área de falências ou uma agência de aconselhamento de crédito para definir seus próximos passos.

Se você puder fazer seus pagamentos mensais ou encontrar espaço em seu orçamento cortando despesas desnecessárias, siga estas etapas a seguir:

  • Escolha qual dívida pagar primeiro. Na maioria dos casos, você deve se concentrar em pagar dívidas de cartão de crédito porque as taxas de juros do cartão de crédito são geralmente mais altas do que as taxas de juros sobre empréstimos estudantis, empréstimos para automóveis e hipotecas. Faça da sua dívida de cartão de crédito, ou qualquer dívida que tenha a maior taxa de juros, sua dívida de prioridade máxima.
  • Considere configurar um pagamento automático para saldos mínimos em todas as outras dívidas.
  • Tente pagar o máximo possível de dívidas prioritárias a cada mês.
  • Depois que sua dívida prioritária for liquidada, escolha outra dívida para se concentrar e siga as mesmas etapas até que tenha pago todas as dívidas.

5. Acompanhe o seu progresso

Se você tiver várias fontes de dívida para saldar, é importante monitorar o progresso de seu pagamento todos os meses para garantir que você esteja acompanhando seus objetivos. Depois que uma dívida for paga, mude seu foco para a próxima dívida prioritária até que tudo seja totalmente pago. À medida que avança no processo de reembolso, você deve:

  • Fique de olho na sua pontuação de crédito para ver se ela está melhorando. Sua pontuação de crédito é um bom indicador de sua capacidade financeira.
  • Considere fazer uma transferência de saldo ou uma consolidação de crédito, se ainda não o fez.

Se você seguir o plano de ação, trabalhará para se livrar das dívidas. Se você decidiu que precisa de fundos adicionais para saldar sua dívida, considere trabalhar mais horas no trabalho, peça um aumento, consiga um segundo emprego ou participe de algum trabalho paralelo ocasional para ganhar algum dinheiro extra para pagar as dívidas.

Gostou da dica? Compartilhe!

Cadastre-se e receba nossas informações!
Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *